Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 14 de abril de 2009

JEJUM BÍBLICO – TUDO SOBRE JEJUM

Pois bem, segundo o dicionário Aurélio jejum é: “Abstinência ou abstenção total ou parcial de alimentação em determinados dias, por penitência ou prescrição religiosa ou médica.”

Em toda a bíblia existem citações a respeito do jejum. No antigo testamento (lei de Moisés), por exemplo, existia um dia na semana destinado para o jejum: Dia da Expiação (leia: Lv. 23.27), que ficou conhecido como o dia do jejum. Porem no novo testamento não há ordem a para que nós jejuássemos. Porem existe muitas citações sobre o jejum.

O fato de não existir ordens diretas a respeito do jejum, não quer dizer que não devamos jejuar. O próprio Jesus nos instrui quanto ao jejum: “Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto, Para não pareceres aos homens que jejuas, mas a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.” (Mt. 6.16-18.)

O que Jesus quer dizer através destas palavras é que nós não devemos jejuar para nos mostramos diante de outras pessoas, o nosso jejum é uma maneira de nos aproximarmos de Deus, o jejum promove o estado de comunhão com Deus, liberando assim o Espírito Santo (que é responsável pelo nosso contato com Deus) a agir no homem interior. Leia (RM 8.13)

O fato de Jesus dizer que o jejum deve ser em secreto também não quer dizer que não possamos comentar que estamos em jejum ou que fizemos um jejum, porque se assim fosse como saberíamos que Jesus jejuou no deserto? O importante é que o objetivo do nosso jejum não seja para nos “aparecer”diante de outras pessoas, como faziam os fariseus (Lc 18.12).

Todas as vezes que a Bíblia relata um jejum, a pessoas o faziam com um propósito.

Alguns propósitos do jejum são:

No velho testamento:

  • Consagração – (Nm. 6.3,4).
  • Arrependimento de pecados – (1Sm. 7.6).
  • Luto – (2Sm. 1.12 e 3.35).
  • Aflições – (2Sm. 12.16-23) e (2Cr. 20.3).
  • Buscando proteção – (Ed. 8.21-23) e (Et. 4.16).
  • Em situações de enfermidade – (Sl. 35.13).
  • Intercessão – (Dn. 9.3, 10.2,3)

No novo testamento:

  • Preparação para a batalha espiritual – (Mt. 17.21).
  • Estar com o Senhor – (Lc. 2.37).
  • Preparar-se para o ministério – (Lc. 4.1,2).

Em Atos dos Apóstolos vemos a Igreja praticando o jejum em diversas situações, tais como:

  • Ministrar ao Senhor - (At.13:2).
  • Enviar ministérios – (At. 13.3).
  • Estabelecer presbíteros – (At. 14.23).

Nas Epístolas só encontramos menções, de Paulo ter jejuado (2Co. 6.3-5; 11.23-27).

A Bíblia também relata três maneiras de jejum.

a) Jejum PARCIAL. O jejum parcial se dá a abstinência de parte de sua alimentação, como por exemplo, deixar de almoçar, ou de tomar café da manha, ou mesmo de comer carne, tomar refrigerante ou etc. O importante que se abstenha de algo que seja parte constante de sua alimentação. Se você se abstiver de algo que você coma esporadicamente como, por exemplo, doce não é considerando um jejum (bíblico).

Podemos encontra um exemplo de jejum parcial no livro de Daniel: “Naqueles dias, eu, Daniel, pranteei durante três semanas. Manjar desejável não comi, nem carne, nem vinho entraram em minha boca, nem me ungi com óleo algum, até que se passaram as três semanas.” (Dn. 10.2,3.)

Nesta passagem Daniel relata ter deixado de comer apenas carne e manjar desejável, e não tomou vinho. Provavelmente Daniel fez um regime à base de frutas e legumes.

Geralmente este tipo de jejum tem uma durabilidade maior, como pro exemplo Daniel que jejuou três semanas (21 dias).

b) Jejum NORMAL. Este tipo de jejum se dá a abstinência total de comida, que é o mais praticado. Durante este jejum não se come nada em um período pré-determinado, porem se bebe água. Este foi o tipo de jejum que Jesus praticou no deserto durante 40 dias. Na bíblia não há relatos que Jesus tenha bebido água, o que seria humanamente impossível, principalmente no deserto. Quando Jesus terminou os 40 dias de jejum ele teve FOME. “Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão e foi guiado pelo mesmo Espírito, no deserto, durante quarenta dias, sendo tentado pelo Diabo. Nada comeu naqueles dias, ao fim dos quais teve fome.” (Mt. 4.2.)

c) Jejum TOTAL. Este tipo de jejum se dá a abstinência total de comida e água. Na bíblia existem poucas menções a respeito deste tipo de jejum o que não ultrapassa o limite de 3 dias (a não ser o de Moisés e Elias numa condição diferente que explicaremos adiante). Devemos nos lembrar que o objetivo do jejum é mortificação dos desejos da carne e não a morte do nosso corpo, que é totalmente dependente de água. O melhor exemplo bíblico deste tipo de jejum é o de Ester: “Vai, ajunta a todos os judeus que se acharem em Susã, e jejuai por mim, e não comais, nem bebais por três dias, nem de noite nem de dia; eu e as minhas servas também jejuaremos. Depois, irei ter com o rei, ainda que é contra a lei; se perecer, pereci.” (Et. 4.16). Paulo também praticou este tipo de jejum: “Esteve três dias sem ver, durante os quais nada comeu, nem bebeu.” (At. 9.9).

A Medicina adverte que ficar sem beber água durante um período maior que 3 dias são nocivos a nossa saúde.

A duração do jejum

A Bíblia não determina uma duração exata do jejum. Porem existe algumas citações de determinados tipos de jejuns, com o mesmo propósito que tinha uma duração comum de tempo.

1 dia – O jejum do Dia da Expiação.
3 dias – O jejum de Ester (Et. 4.16) e o de Paulo (At. 9.9).
7 dias – Jejum por luto pela morte de Saul (1Sm. 31.13).
14 dias – Jejum involuntário de Paulo e os que com ele estavam no navio (At. 27.33).
21 dias – O jejum de Daniel em favor de Jerusalém (Dn. 10.3).
40 dias – O jejum do Senhor Jesus no deserto (Lc. 4.1,2).

Obs.: Os jejuns que Moisés (Ex. 34.2) e Elias (2Re. 19) fizeram duram 40 dias e foram jejum do tipo total, sem beber água. Foi sob uma direção de DEUS em situação sobrenatural, caso o contrario seus corpos não teriam suportado a desidratação.

Depois de verificarmos como a bíblia trata o jejum, quais são as formas de praticar um jejum e para quais propósitos eles eram praticados?

Vamos ver o que não pode faltar em um jejum.

Todas a vezes que a bíblia relata a pratica do jejum, as pessoas agiam de maneira diferente da sua rotina, por exemplo Davi se cobria com sacos e cinzas, Daniel orava constantemente e assim por diante.

Listadas a baixo estão algumas coisas que não devem faltar em um jejum:

A) Leitura da Palavra - Leitura da palavra de Deus é um fator muito importante no jejum, pois quando estamos em jejum nosso espírito está mais ligado ao Espírito Santo, o que nos ajudará a compreender muito mais a palavra de Deus.

B) Oração - Não existe jejum sem oração. A oração é maneira que temos de nos comunicarmos com Deus, é essencial que ao começarmos um jejum façamos uma oração em que estabelecemos os nossos propósitos com o jejum, e ao final no jejum oramos para entregar o sacrifício a Deus. Porem não são só nestes momentos que devemos orar, mais sim durante todo o jejum. Lembro que a oração não é necessariamente com nossos joelhos dobrados pode ser, enquanto caminhamos, dirigimos, estudamos e etc. Sempre há tempo de condições para conversamos com Deus.

C) Estar em Espírito - É viver com a mente voltada para os céus, ligado nas coisas espirituais. É uma condição de vida para todos os Servos do Senhor, em tempos de jejum ou não.

“Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus.” Sl 51.17

Jejum é compromisso que fazemos, e se decidimos fazê-lo devemos honrá-lo. Será indispensável que levemos o jejum a sério. Tudo que façamos, façamos para DEUS. (Rm 14.6-9)

Referências:
Compreendendo o Jejum (Subirá, Luciano);
Jejum, uma Bênção (Oliveira, Elias R. de)
Bíblia Sagrada (Santo, Espírito)

Que Deus faça resplandecer a glória Dele na sua vida. Shalom!

Pr Júnior Silva / Pra Laura Valéria
Presidente do MBA
www.igrejaagape.net

Seja um associado
http://associado.ministeriobatistaagape.net

11 comentários:

  1. Graça e paz da parte de Nosso Senhor Jesus Cristo.
    Passei por aqui e muito me edifiquei.
    Que Deus continue te usando poderosamente para toda boa obra.
    Parabéns pelo estudo sobre o jejum.
    Ósculos santos a você e sua amada esposa.
    Com certeza estarei seguindo este blog mais de perto.
    Pastora Ademilde

    ResponderExcluir
  2. ♥ A GRAÇA DO SENHOR JESUS CRISTO SEJA CONVOSCO ♥

    Gostei muito desse estudo sobre jejum, estando eu em jejum estudei e me edifiquei...> Que você seja sempre usada assim pelo nosso Senhor Jesus.

    aSS: Wesley d'12 IEQ - Parque Araxá (Pr Sergio)

    ResponderExcluir
  3. Amem. Que Jesus seja glorificado mais uma vez. Fique no amor de Jesus.

    ResponderExcluir
  4. Muito obrigado pois tirei muitas duvidas em relação ao jejum, me converti a pouco tempo e tinha imenças duvidas.
    Mais uma vez, muito obrigado.

    ResponderExcluir
  5. hoje fiquei muito feliz pois estou jejuando pela minha familia

    ResponderExcluir
  6. "O fato de Jesus dizer que o jejum deve ser em secreto também não quer dizer que não possamos comentar que estamos em jejum ou que fizemos um jejum, porque se assim fosse como saberíamos que Jesus jejuou no deserto?" Um dos ensinamentos de Jesus é a obediencia: "Se me amais, guardai os meus mandamentos." (Jo 14.15), logo, se jesus disse que o jejum deve ser em secreto é porque deve ser em secreto e ponto final.

    Paz só em Cristo.

    ResponderExcluir
  7. 'O fato de não existir ordens diretas a respeito do jejum, não quer dizer que não devamos jejuar. O próprio Jesus nos instrui quanto ao jejum: “Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto, Para não pareceres aos homens que jejuas, mas a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.” (Mt. 6.16-18.'

    Apesar de ser uma prática comum entre as igrejas cristãs, não há na Bíblia nenhum ensinamento especifico acerca de como se deve praticar o jejum. Em Mateus 6.16-18 vemos uma recomendação do Mestre em relação ao jejum. Deste modo, muitas pessoas têm feito confusão ou não têm observado esta preciosa recomendação dada por Cristo. E o que deveria ser em secreto, torna-se extremamente aparente, à semelhança do fariseu que se exaltando dizia a todos: “Jejuo duas vezes por semana...” (Lc 18.12)

    ResponderExcluir
  8. Muito obrigada pelas explicações sobre o jejum. Vou guardar este blog para ter sempre um bom aprendizado sobre as recomendações bíblicas Muito me edificou. Que o Senhor JESUS continue enchendo-os em sabedoria, ajudando outros irmãos em CRISTO.
    A paz!

    ResponderExcluir
  9. Como tinha algumas dúvidas andei procurando na net algumas instruções sobre o jejum, desde o início de minha fé foi me ensinado que jejum era sem líquido e sem comida, porém ao ver a pregação de pastores famosos fiquei em dúvida.
    Fui pedir auxílio a um grande amigo na fé, mtos teólogos dizem que Jesus jejuou os 40 dias sem comer, mas bebeu água porq a palavra de Deus relata que ele teve fome e não sede. Porém analisando o VT chegamos ao ponto que esclareceu minha dúvida, a bíblia relata que Moisés jejuou 40 dia e 40 noites e que ele não comeu nem bebeu: "E esteve ali com o SENHOR quarenta dias e quarenta noites; não comeu pão, nem bebeu água, e escreveu nas tábuas as palavras da aliança, os dez mandamentos" Ex 34:28, se Moisés homem comum conseguiu porq Jesus não conseguiria?
    Cheguei a conclusão então que realmente jejum é sem água e sem comida por um tempo determinado, pois mtas vezes, como no meu caso a própria água já tira minha fome.
    Fiquem na Paz!!!

    ResponderExcluir
  10. Graça e paz da parte de Nosso Senhor Jesus Cristo.
    Gostaria de lhe agradecer pelo estudo do jejum. Estava com muitas dúvidas também.
    Que Deus nosso senhor lhe abençoe cada vez mais.

    ResponderExcluir
  11. DIACONO A C ASS DEUS - PIAUÌ1 de outubro de 2013 21:56

    GRAÇA E PAZ DA PARTE DE NOSSO SENHOR E SALVADOR , JESUS CRISTO . SEM DÚVIDAS OS BENEFÍCIOS DO ATO DE JEJUAR , PLANO FÍSICO E ESPIRITUAL , SÂO INCONTAVÈIS , ALEM DE NOS PROPORCIONAR UMA COMUNHÂO MAIS ESTREITA COM DEUS PROPORCIONA TAMBÈM UM BEM ESTAR FÍSIICO PARA O CORPO , POIS , ALGUMAS PARTÌCULAS DE ALIMENTOS , PODE SER CARNE OU OUTROS DE DIFÌCIL DIGESTÂO , SE PRENDEM À PAREDE DO ESTOMAGO , LEVANDO MAIS TEMPO PARA SEREM DIGERIDOS , DIFICULTANDO ASSIM A DIGESTÂO E TRAZENDO MALES PARA TODO O ORGANISMO . O ATO DO JEJUM PERMITE , ASSIM , QUÊ ESSES " RESTOS" SEJAM MAIS RAPIDAMENTE ELIMINDOS O QUÊ , SEM DÚVIDAS TRAZ GRANDES BENEFÌCIOS PARA TODO O CORPO , ALEM DE PROPORCIONAR UMA BOA FUNCIONALIDADE DOS ORGÂOS . O ESPIRITO ENTÂO SE APROXIMA MAIS DE DEUS A CARNE , LITERALMENTE , E QUEBRANTADA A COMUNHÂO É FORTALECIDA E AS BATALHAS SÂO ENCARADAS COM MAIS FÈ E DETERMINAÇÂO , POR PARTE DO OFERTANTE .
    EXPERIMENTE ! SE VOCÊ ESTA PASSANDO POR LUTAS E NÂO SABEÁO CERTO POR ONDE COMEÇAR , COMECE COM UMA ORAÇÂO SINCERA , PEÇA À DEUS PARA LHE GUIAR NESSA INICIATIVA E COLHA OS RESULTADOS ......E QUÊ RESULTADOS .
    QUÊ DEUS POSSA ABENÇOÀ-LOS ! E QUÊ VOSSAS VIDAS SEJAM EDIFICADAS PARA QUÊ ASSIM OUTROS SEJAM ALCANÇADOS . DEUS ABENÇÔE VCs

    ResponderExcluir